Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Plinio Gomes de Norões, empresário vitorioso - Por Almério Carvalho, radialista e secretário da Câmara Municipal do Crato.

Descendente direto do Cel Mainha, José Francisco Pereira Maia, português, deputado provincial pelo Crato, o Abraão do Cariri, 77 filhos, Plinio Gomes de Norões tem, ainda, ligações familiares importantes, na politica, na industria,  nas forças armadas,  na imprensa. Sua descendência encontra-se com o PE Cicero,  de quem era primo legitimo, seu avô.

Secretario de planejamento da prefeitura do municipal Crato, pode-se creditar a ele boa parte do exito da administração Walter Peixoto, assessorando diretamente o Chefe do Poder Executivo,  na consecução de importantes obras, no município do Crato.

Paraibano de Itaporanga,  onde viviam seus pais, Gérson Bezerra de Norões e Severina Gomes de Norões.  Plínio nasceu a 28 de Agosto de 1937. Os estudos foram realizados na cidade do Crato,  no Colégio Diocesano, Seminário São José e Escola Técnica de Comercio.

Com brilhantismo, bacharelou-se pela Faculdade de Direito do Crato e depois conquistaria  outro diploma superior  na Faculdade de Ciências Econômicas. Naquele primeira presidiu com eficiência o Diretório Acadêmico, e construiu na área externa, a Praça Luiz de Borba Maranhão.

Com vasta experiencia na vida publica, Plínio Gomes de Norões foi gerente interino da Agencia do Banco do Nordeste do Brasil,  em Campos Sales, Assessor contábil das prefeituras  de Crato, Santana do Cariri e Farias Brito. Exerceu com pleno conhecimento da função,  o cargo de secretario de finanças, com assessoria jurídica e na área contábil diversas empresas locais.  Professor da Faculdade de Ciências Econômicas  da Princesa do Cariri,  mostrou irrepreensível competência. 

Em suas diversas atividades, Plínio Norões foi diretor do setor  de Planejamento do Mobral em Crato e na Loja Maçônica  Acácia do cariri  importante destaque  como autor de trabalhos  sobre direito financeiro, além de  ser professor de português  e de direito fiscal  na Escola Técnica de Comercio  a época do professor e ex-prefeito do Crato , Pedro Felício Cavalcante.

No contexto de suas atividades na área contábil,  e como funcionário do BNB,  teve uma permanência de vários anos  na agencia da referida instituição bancaria, na cidade de Juazeiro do Norte.  Concluindo, Plínio Gomes de Norões, também esportista,  fundou em Crato a pratica do xadrez e do gamão, em habito e supervisão, junto aos amigos.

São filhos de Plínio, Ana Lucrécia, Plínio Tertius, Terencia Batista de Norões, Vitor Norões,  que herdam dos pais a inteligencia, argucia e vitalidade mental. 

Está circulando o nº 49 do boletim "Herdeiros do Porvir"

   Já se encontra disponível a edição nº 49 do boletim oficial da Pró Monarquia – Casa Imperial do Brasil, “Herdeiros do Porvir”, referente aos meses de abril, maio e junho do ano passado.
    Nesta edição, foi publicado  o comunicado que o Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil, em vista do agravamento da crise política em nosso País, emitiu através das redes sociais da Pró Monarquia, desde meados do mês de maio de 2017, repercutindo amplamente na imprensa e nas mídias sociais. O Chefe da Casa Imperial destacou que essa é uma crise moral, de valores e ideológica, com dramáticos reflexos institucionais e até econômicos. Além disso, as convulsões provocadas por políticos, desmoralizados e distantes dos anseios das faixas mais sadias da população, tornam muito difícil um caminhar confiante do Brasil rumo a um futuro de paz e prosperidade.
Você poderá ler todas as matérias acessando:
http://www.monarquia.org.br/PDFs/Herdeiros%2049(P).pdf
Para ler edições anteriores de “Herdeiros do Porvir”, acesse:
http://www.monarquia.org.br/herdeirosdoporvir.html
Para receber a versão impressa do boletim “Herdeiros do Porvir” regularmente, assim como informações especiais de eventos e fazer doações para manutenção da Pró Monarquia, realize o seu cadastro no site www.monarquia.org.br ou no botão “Cadastre-se” no canto superior direito da própria página.

COMENTÁRIOS
Fabio Curi Sou monarquista de corpo, mente e alma, mas no país de hoje não vejo espaço para um imperador como Dom Luís, não pelo merecimento nem pelo direito dele, mas infelizmente por um povo que não daria valor nem mesmo mereceria um grande líder como ele. A crise moral é tão grande no país inteiro, que homem do gabarito dele, incomodaria só pela simples presença.

Osvaldo Rocco Seria o mesmo que dizer: "O médico é tão bom, e os doentes estão tão mal, que seria um desperdício convocá-lo para dar um jeito na situação". São nestas circunstâncias históricas que os bons médicos devem ser chamados.

Laura Bastos Admiro muito nosso Chefe da Casa Imperial. Uma mente lúcida e discreta a iluminar essa escuridão que caiu sobre nosso país. Lembro a todos a carta que escreveu aos constituintes para que a cláusula pétrea de pena de morte contra nós, monarquistas e portanto opositores à forma republicana de governar, que já durava quase um século, fosse retirada da mais nova Constituição republicana de 1988. Os monarquistas foram os últimos anistiados. Até depois dos comunistas que defendiam a Revolução Russa de 1917. A ditadura contra os monarquistas foi a  mais longa, no Brasil, de que tenho notícia, a da URSS foi mais curta: 85 anos. Quando me falam em democracia, digo logo: onde tem gente desabrigado, passando fome, sem direitos, não há democracia. Pode ser o país mais rico do mundo, como os EUA se intitulam, se tem desabrigados, famintos, não há democracia. Porque a democracia dá ao Povo ser o protagonista de sua História, de sua Política, de sua Economia, de sua vida social. Um grande abraço de sua eterna fã.

Atestado de falência politica - Por Antônio Morais.


Por anos seguidos, todo prefeito de Várzea-Alegre viajou a São Bernardo para a festa de confraternização da Associação dos varzealegrenses. 

Lula nunca apareceu para fotos com o prefeito e sua comitiva. 

Desta feita se apresenta fotografado com um  vereador. É o atestado de sua falência politica.

Já que estão propondo um título de cidadania  para o Pajé Lula da Silva, proponham outros para o Fernando Beiramar e o Marcola.  

Talvez, por aí,  exista mais gente escravo das drogas do que do Bolsa Família.

É isso mesmo 018 - Postagem do Antônio Morais.


Benefícios da maturidade : silenciar-se quando os outros esperam que você grite.

Aquele que mais lambe o patrão é o mais agressivo com a faxineira, mas, existem duas soluções para tudo nessa vida : O tempo e o Foda-se.

”Lutei contra a ditadura, sim! Hoje eu peço perdão ao Brasil pela porcaria que fiz” - Jornalista Mirian leitão.

”Lutei contra a ditadura, sim! Tomei borrachadas, grávida com 18 anos, engoli gaz lacrimogênio, corri da cavalaria na Av. São João em direção à Praça Antonio Prado e à Praça da Sé. 

Participei das perigosas assembleias dos sindicatos, onde milicos escondidos na massa guardavam na memória o rosto dos mais exaltados. 

Arrisquei o emprego, pichei muro com o slogan “Abaixo a Ditadura”. Distribui panfletos. 

Morri de medo. Chorei quando anunciaram a devolução do poder ao povo: eu e mais alguns milhões. 

Hoje, vendo pessoas morrendo em filas de hospitais, bandidos matando por R$ 10, pessoas andando feito zumbi nas ruas por causa das drogas, adolescentes que não sabem quanto é 6 x 8, meninas de 14 anos parindo filhos sem pais, toda a classe política desse país desfilando uma incompetência absurda, o nosso país sendo ridicularizado por tantos escândalos… 

Eu peço perdão ao Brasil pela porcaria que fiz… Deveria ter ficado em casa.”

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

As provas que incriminam Lula estão os autos.

Que tanta sandice de mentecaptos lunáticos, os defensores do ex-presidente Lula! O Robin Hood ao avesso roubou dos pobres através de manobras solertes junto a empreiteiras (Odebrecht e OAS), encalacradas na Lava-Jato, as quais desviavam dinheiro do Erário para Lula por sofisticado esquema, que deveria ser aplicado no social. Perdidos na escuridão e vendo chegar.

Que tanta sandice de mentecaptos lunáticos, os defensores do ex-presidente Lula! O Robin Hood ao avesso roubou dos pobres através de manobras solertes junto a empreiteiras (Odebrecht e OAS), encalacradas na Lava-Jato, as quais desviavam dinheiro do Erário para Lula por sofisticado esquema, que deveria ser aplicado no social.

Perdidos na escuridão e vendo chegar melancolicamente o fim de carreira do falso demiurgo, protetor de incautos e enganados descamisados brasileiros, a claque petista resolveu contestar da forma mais inculta, convocando até o MST, ao vociferar o mantra ridículo de que Lula está sendo condenado sem provas.

As provas, caras pálidas petistas, estão todas nos autos. O processo não foi estudado e analisado por qualquer rábula petista, mas sim pelo competente juiz de Direito Sérgio Moro e sua equipe.

Léo Pinheiro/OAS declarou ao juiz Sérgio Moro que Lula era o proprietário oculto do tríplex no Guarujá e que reformou o imóvel a pedido dele e de sua falecida esposa. Mas Lula, na maior cara de pau, disse ao juiz Sérgio Moro que não sabia da reforma no tríplex.

Lula não está acima da lei e não é mais importante do que ninguém. Trata-se de um impostor e parlapatão. Político honesto não enriquece na política. Lula teve bloqueado cerca de 9 milhões de reais, aplicados no BrasilPrev, fruto de dinheiro ilícito, como suspeita a Justiça.

Lula é um fanfarrão que não esperava ser descoberto com a botija cheia. Da mesma maneira que no processo do mensalão dizia desconhecer os atos irregulares do partido, agora, na Lava-Jato, repetiu desconhecer a corrupção na Petrobras, terceirizando responsabilidades por eventuais crimes cometidos.

O falso inocente sempre afirmou não saber de nada. E a galera empedernida e recalcitrante petista ainda acredita nas lábias de Lula, já condenado a nove anos e meio de prisão?

Antonio Aureliano Chaves de Mendonça - Por Antônio Morais


O mais grave não é a censura em si, mas a maneira como é feita.  O primeiro cuidado do homem deve ser evitar as censuras do seu próprio ... Quem não ouve com paciência não decide com precisão.

O Antagonista.



“Uma gente ínfima e suspeita, vezada à mândria e à rapina”.

Ao comparar o julgamento no TRF-4 à Guerra de Canudos, Lula arrasta o Brasil de volta para o século XIX.

Euclides da Cunha descreveu os fanáticos de Antônio Conselheiro como uns “broncos”, uns “primitivos”, uns “retardatários”, uns “retrógrados”, uns “impotentes”, uns “passivos”. 

Eles eram “uma turba de neuróticos vulgares”, de “desvairados”, de “desequilibrados incuráveis, uma gente ínfima e suspeita, avessa ao trabalho, vezada à mândria e à rapina”. 

Dotados de uma “moralidade rudimentar”, com uma série de “atributos que impediam a vida num meio mais adiantado e complexo”, eles representavam um retorno “ao estádio mental dos tipos ancestrais da espécie”.

Daqui a alguns dias, em Porto Alegre, vamos descobrir se isso é o passado ou o futuro do Brasil.


Gleisi Hoffmann ameaça: se prenderem Lula vai morrer muita gente

Fonte: site da revista ISTOÉ

Em entrevista ao portal Poder 360, a presidente do PT e senadora, Gleisi Hoffmann, disse que desconsidera a chance do ex-presidente Lula ser condenado no julgamento do dia 24 de Janeiro. “Para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente. Aí, vai ter que matar”, afirmou.

A senadora ressaltou ainda que acha difícil impedir a candidatura de Lula nas eleições deste ano, mesmo que ele seja condenado. “Como é que vai cassar o voto de 40, de 50 milhões de brasileiros?”, perguntou Gleisi.

Lula foi condenado em primeira instância no caso do tríplex do Guarujá em julho do ano passado. O julgamento em segunda instância está marcado para próxima quarta-feira no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), em Porto Alegre.

Presidente Itamar Franco - Por Antônio Morais.

De José Sarney até hoje o único presidente que mereceu o respeito dos brasileiros foi o Itamar Franco. Fez um governo competente  na área econômica e  serio na  conduta e bons costumes.

Peço permissão para contar a historia da liquidação extra judicial do Banco Econômico, do banqueiro baiano Ângelo Calmon de Sá ligado ao todo poderoso senador Antônio Carlos Magalhães presidente do Congresso Nacional.

ACM subiu a tribuna e mostrou uma pasta amarela que segundo ele derrubaria qualquer governo e, que ele ia denunciar.

O presidente Itamar  mandou o Ministro Chefe da Casa  Civil Henrique Hargrives  convidar o senador para uma audiência.  

Chegando ao gabinete presidencial Itamar Franco  falou :  O Senhor disse que tem uma denuncia para fazer, eu vou  lhe dar um adjutório : Este pessoal são repórteres da Globo, Bandeirantes, SBT, Manchete e quantas outras televisões existam no Brasil.  

ACM bateu em retirada e, a noite, Itamar demitiu  Waldek Ornelas  do Ministério da Previdência e Rodolfo Tourinho do Ministério das Minas e Energia. Mesmo sabendo que os dois eram senadores baianos  e  passariam para oposição.

Hoje o Cafetão da republica  não pode nomear  um ministro  porque Sarney não permite, e ainda tem que apelar para todas as instancias do judiciário  para  dar posse  a uma condenada da justiça para atender a outro meliante. 

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

O castigo de Dona Dinalra - Por Antonio Morais.


Na Fazenda tinha pra mais de 20 moradores. Dona Dinalra, esposa do encarregado vivia disseminando  noticias as mais diversas. A língua ferina era conhecida como a Rede Globo do lugar.

Dela ninguém escapava : as meninas namoradeiras, homens que pulavam cercas, meninos que desmunhecavam, afinal dava conta  de tudo que acontecia e podia  inventar.

Um dia sua filha Imaculada apareceu com o bucho pela goela. Em dias de ter menino e, o pior, nem sabia quem era o pai.

Lavando roupa no riacho  Dona  Salomé  falou : Aquilo foi a língua da mãe!

Dona Madalena contraditou - Eu digo que  foi outra coisa.

Vergonha nordestina - Por Antônio Morais.



De uma vez só, Pernambuco elegeu o Presidente da República e o presidente da Câmara Federal - Lula da Silva e Severino Cavalcante.  

Eleitos por caridade, pela emoção e penúria de serem nordestinos, pobres e analfabetos. Não deu outra coisa. Em poucos dias o Severino estava recebendo mensalinho  do  arrendatário  do refeitório da câmara, 

Foi cassado o mandato com distinção e louvor. O Pajé Lula da Silva tinha a caneta e o diário oficial nas mãos e se sustentou, por um tempo, é claro.

Hoje vive uma situação inusitada. Endeusados por poucos e condenado pela justiça. 

Tenho a mais absoluta certeza que quando dizia "isso não vai dar certo" eu estava com a razão. Os petistas que  encontravam nos crimes alheios a justificativas para os crimes seus quebraram a cara. 

Dois erros  nunca darão um acerto. Era isso o que dizia.

O fim de semana que Gleisi adoraria esquecer -- Por Augusto Nunes

    No mesmo dia, a presidente do PT foi derrotada na Alemanha e fracassou em Maringá
    Uma notícia vinda da Alemanha, transmitida a Gleisi Hoffmann por uma fonte não identificada, fez a presidente do PT acreditar que viveria um fim de semana. Já entusiasmada com o lançamento em Maringá do “Comitê em Defesa da Democracia, do Estado Democrático de Direito e do Direito de Lula ser Candidato”, ela soube no sábado que a torcida do Bayern de Munique, durante o jogo contra o Bayer Leverkusen, havia homenageado o ex-chefe de governo brasileiro condenado por corrupção e lavagem de dinheiro.
   “Show de torcida!!”, começou a mensagem no Twitter reproduzida pelo Antagonista e ilustrada por uma foto de parte da plateia. “Recebi esta imagem, que mostra uma faixa FORZA LULA”, decolou a tuiteira. Analfabeta também em futebol, nem desconfiou que enxergara um segundo L onde havia um C, encoberto pelo corpo de um espectador. Tampouco lhe ocorreu que, se estivessem apoiando Lula, os alemães se expressariam em português. Usaram Forza de vez de Força porque o alvo da homenagem era o italiano Luca Farnesi, 44 anos, gravemente ferido durante uma briga entre torcidas rivais. Confira a derrapagem:

    A vigarice difundida por Gleisi já era um notável sucesso de público e um retumbante fracasso de crítica quando foi apagada e trocada por uma sopa de letras que tentou transferir a culpa para a imprensa. Confira:



    Derrotada na Alemanha, Gleisi certamente imaginou que iria à revanche no duelo programado para o mesmo sábado no interior do Paraná. Convocados pela presidente do partido, milhares de militantes agrupados nos comitês que fundou transformariam 13 de janeiro no “dia do esquenta nacional das manifestações favoráveis ao ex-presidente Lula”. Os atos de protesto contra a provável condenação do chefão em segunda instância deveriam chegar ao clímax em Maringá, onde nasceu o juiz Sérgio Moro. Milhares de conterrâneos mostrariam publicamente que os crimes atribuídos a Lula não passam de “perseguição política”.
   Num vídeo gravado para garantir o êxito da manifestação na terra de Moro, Gleisi capricha no palavrório da grife 171. “Compareça lá, você que defende a democracia e sabe o quanto isso é importante pro nosso país, pra nossa história, pro nosso povo. Vá lá, dê sua força para depois reproduzir esses comitês, não só por Maringá, mas por todos os municípios que nós temos aí, na região norte do Paraná”. Deu tudo errado. Os petistas agrupados no comitê couberam no plenário da Câmara de Vereadores.
    Bem mais musculosa foi a manifestação que, anabolizada por boatos de que Gleisi e Roberto Requião estariam na cidade, foi às ruas de Maringá para exigir a prisão de Lula e seus quadrilheiros, rechaçar a discurseira malandra do PT e berrar palavras de ordem fortemente críticas aos dois senadores. Sabendo da manifestação, a dupla Gleisi/Requião deu meia volta no próprio aeroporto. Nenhum deles deu as caras pelo centro de Maringá onde uma multidão, vestida de verde-amarelo, gritava pelas ruas: "Lula na prisão".
    Ô fim de semana triste para a esquerdona troglodita...


História que não tem testemunhas, infelizmente - Por Antônio Morais.


Meados de 1967, mês de Setembro, o rádio anunciou o filme "Os Girassões da Rússia" no Cine Educadora, em Crato. Eu e mais quatro colegas do Ginásio São Raimundo, com 16 a 17 anos, não mais, alugamos a rural  de Valdir Freire, o popular Valdir de Dudu e partimos de Várzea-Alegre. Estrada carroçável e péssima. O zeloso proprietário do carro esmerava-se no cuidado. Saímos cedo para chegar a tempo.

Um filme para românticos, sobre um casal separado pela guerra, história bonita, um romance de fazer chorar os de alma pura. Estrelado por "Sophia Loren e Marcello Mastroianni". 

No outro dia estávamos de volta da nossa aventura. Lamentavelmente a história não tem testemunhas, o último a virar a curva da vida foi Valdir Freire, o condutor do veiculo.  Antônio Gomes de Morais, Raimundo Bitu, Almir Brito e  João Bosto Teixeira já a fizeram.

Resta a mim para contar a história. 

Cuidei de eternizar esse nosso momento na década de 80 do século passado enviando para cada um deles uma copia do filme, não sei o que delas foi feito. 

A minha, vez por outra vejo, e, por incrível que pareça, choro cada vez que repriso.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

É isso mesmo 017 - Postagem do Antônio Morais.



Metaforicamente falando, Leonardo Boff é um Cristão que ao invés de cuidar das feridas de Cristo, preferiu cuidar das hemorroidas de Marx.


O que os professores de História do Brasil não ensinam aos seus alunos (por Armando Lopes Rafael)


   Se o Brasil ainda fosse uma monarquia, de 1822 até hoje, teríamos tido 5 imperadores (Chefes de Estado e não Chefes de Governo). Em 128 anos de República, tivemos 43 presidentes(*) e períodos muito curtos, nesses 128 anos, de estabilidade institucional e democrática.

    Talvez o Brasil não fosse tão perfeito sendo um Império, é verdade. Mas, países que continuaram com a forma de governo monárquico e outros que adotaram (por exemplo, a Noruega) ou restauraram a monarquia (por exemplo, a Espanha), provam ser muito mais estáveis, e possuem um raro sentido de continuidade. Nas nações que adotam a Monarquia Parlamentar Constitucional, os serviços públicos funcionam; não existe a corrupção pública como ocorre no Brasil; não existem a violência que nós temos, nem o caos em todos os setores da vida que a república brasileira enfrenta.
    A Monarquia Constitucional vigorou no Brasil até 1889, quando foi derrubada por um golpe militar. O imperador, dom Pedro II, foi banido com toda a Família Imperial, e morreu pensando no Brasil, pouco tempo depois. Ainda há tempo, a Família Imperial Brasileira, chefiada por dom Luiz de Orleans e Bragança, está pronta para servir ao país novamente.

Notas complementares:
(*) Fora os 33 presidentes que constam da lista oficial dos Presidentes da República do Brasil, abaixo a relação dos brasileiros que também exerceram essa Presidência e não são relacionados oficialmente. Por que essa descriminação?  Se forem incluídos na ”lista oficial” os 10 (dez) brasileiros que efetivamente exerceram a Presidência da República, o número de Presidentes da República, no Brasil, sobe para 43. O que dá (apesar da famigerada reeleição que beneficiou Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Vana Rousseff com dois mandatos cada um) uma média de menos de 3 anos para cada mandato dos nossos 43 Presidentes da República.
Eis os injustiçados:
(1) Augusto Fragoso
2) Isaias de Noronha
3) Mena Barreto
(Os 3 acima formaram a “Junta Presidencial” que esteve na Presidência da República entre 24 de outubro a 3 de novembro de 1930, antecedendo a posse de Getúlio Vargas como “Chefe do Governo Provisório”, existente de 1930 a 1934. Depois, Getúlio Vargas emendou o mandato como “Presidente Constitucional” – ele outorgou uma nova Constituição – de 1934 a 1937 e tornou-se  ditador por mais 8 anos, até 1945. Getúlio ficou 15 anos na Presidência e ainda é o mais longevo mandato dos nossos Presidentes);

4) José Linhares (cearense de Baturité, que era presidente do Supremo Tribunal Federal e exerceu a Presidência da República após a queda da ditadura Vargas, entre outubro de 1945 a janeiro de 1946);

5) Carlos Luz (era presidente da Câmara dos Deputados e foi investido como Presidente -- de 8 a 11 de novembro de 1955-- em face de um golpe militar que tirou do poder o presidente Café Filho);

6) Nereu Ramos (era presidente do Senado Federal e foi investido como Presidente -- de 11 de novembro de 1955 a 31 de janeiro de 1956 -- em face de novo golpe militar que derrubou o presidente interino Carlos Luz);

7) Rainieri Mazzilli (como Presidente da Câmara dos Deputados assumiu durante a renúncia de Jânio Quadros 25 de agosto a 7 de setembro de 1961) e também depois que os militares derrubaram o Presidente João Goulart em 1964, até a posse do Marechal Humberto Castelo Branco, o primeiro Presidente do Ciclo do Movimento Militar de 1964;

8) General Aurélio de Lira Tavares
9) Brigadeiro Márcio de Sousa e Melo
10) Almirante Augusto Rademaker

(Os últimos três citados eram os Ministros do Exército, da Aeronáutica e da Marinha, e assumiram - numa Junta Militar -  "o exercício temporário da Presidência da República", para o que não havia qualquer previsão constitucional. Estes ministros militares proibiram o emprego da expressão “Junta Militar”, quando, em 6 de outubro de 1969, declararam "extinto" o mandato do presidente Costa e Silva, que sofrera um AVC e estava impossibilitado de continuar na Presidência. E não deixaram o Vice-Presidente eleito pelo Congresso,  Pedro Aleixo, que era civil, assumir como previa a Constituição de 1967, em vigor, naquela época).

É isso mesmo 016 - Por Luiz Felipe Pondé



Logo criarão uma lei que proibirá as mulheres de serem bonitas em nome da autoestima das feias e proibirão os homens bem sucedidos de terem carrões em defesa da dignidade do ônibus ou do metrô.

Duvida?

Basta um mentiroso inventar que isso é necessário para um convívio democrático.

Isso se chama a ditadura dos ofendidos.

domingo, 14 de janeiro de 2018

Deputado do PT convida juiz para lançamento de Lula-2018 e recebe resposta memorável - News Atual

O Dr. Hélio Martins da comarca de São João del Rei recebeu um convite do deputado Reginaldo Lopes do PT para o lançamento de Lula-2018. A resposta foi estupenda, disse exatamente o que todos deveriam dizer.

Texto do magistrado:

Exmo. Senhor Deputado Reginaldo Lopes, em que pese o profundo respeito que tenho pela atuação parlamentar de V. Exa., não é hora de lutar para salvar pessoas, mas sim o País, atolado no caos econômico, na recessão, no desemprego, na violência e na vergonha internacional onde agentes políticos e públicos protagonizam o maior caso de corrupção de que se tem notícia na história da humanidade.

Quero, como tantos outros brasileiros com capacidade de discernimento e compreensão, que se faça justiça!

Que todos aqueles que se apropriaram de recursos públicos paguem por tão grave crime, além de devolver o que indevida e criminosamente levaram, privando o cidadão de saúde, educação, segurança, infraestrutura dentre outros. Todos, indistintamente, como republicanamente deve ocorrer, sejam do PT, do PMDB, do PSDB ou de qualquer outro partido político devem responder pelos crimes cometidos. Lugar de ladrão é na cadeia!

Lula foi processado, julgado e condenado no primeiro processo, sob a égide dos princípios constitucionais do devido processo legal e da ampla defesa.

Sou juiz de primeira instância, ou de piso, como gostam de dizer. Juiz de carreira, com muito orgulho! Submetido, como em todos os concursos públicos para membros da Magistratura e do Ministério Público, a provas de conhecimento de elevadíssimo nível de dificuldade, além de exames psicológicos, e rigorosa investigação social. Aqui não tem princípio de presunção de inocência não, senhor Deputado. Qualquer “derrapada” na vida social tira o candidato do certame. Não somos escolhidos por agentes políticos. Somos independentes, como manda a Constituição. A Magistratura e o Ministério Público brasileiro, a que me refiro, merece, pois, absoluto respeito!

Desta forma, falar em “golpe” e envolver o judiciário nesta trama é, no mínimo menosprezar inteligência das pessoas.

Me causa total estranheza ver V. Exa. se referir às “elites” como posto em seu texto. Afinal o PT se aliou às “elites” para alcançar o poder.

Foram integrantes da ala da “elite” mais elevada deste país que proporcionaram o desvio de dinheiro público em benefício não só do partido, mas daqueles que já estão condenados ou sendo processado. Basta verificar as doações para campanhas eleitorais passadas. Então a “elite” que abastece de recursos, é a mesma elite “golpista”? Não há uma gritante incoerência na sua proposição? Não há uma incoerência ideológica por parte daqueles agentes políticos e públicos já condenados ou processados, que pregam distribuição de renda, mas se enriquecem às custas do trabalho alheio das “elites” através do achaque? Este comportamento é moralmente aceitável? Para mim isso tem uma definição: bandidagem!

Me desculpe a franqueza, senhor Deputado, mas Lula, assim como aqueles que já estão condenados e aqueles que estão sendo processados, não estão nem aí para o Estado Democrático! De fato querem poder. Só poder. Poder eterno sobre tudo e todos.
E poder a todo custo é sinônimo de tirania! Basta! Basta! Basta!

Quem conhece realmente história sabe muito bem que os criminosos anistiados do passado, não praticaram ações violentas em nome de democracia, mas para imporem o regime que entendiam ideologicamente adequado. Ditadura! Igualmente ditadura!

Ainda que compreenda seu alinhamento político partidário, senhor Deputado, não se permita, em homenagem à sua história de vida, descer ao nível da excrescência das mentiras deslavadas, como as protagonizadas publicamente pelo ex-presidente Lula, e tantos outros, desprovidos de dignidade e decoro, sustentando o insustentável.

Desejo ao senhor e sua família um Ano Novo abençoado. Que sua luta seja de fato pelo povo e não por pessoas!

Padre Cícero, um Bezerra de Menezes – por Daniel Walker e Renato Casimiro (*)

   Alguns ancestrais do Pe. Cícero pertenciam à família Bezerra de Menezes. Quem lê estudos mais aprofundados sobre a biografia de Cícero Romão Baptista, o padre secular que revolucionou a Povoação do Joazeiro, entre 11 de abril de 1872– quando chegou na povoação, e 20 de julho de 1934, quando falece – deve ter encontrado alguns destes registros. As suas tetravó e trisavó maternas, respectivamente, Petronila Bezerra de Menezes e Ana Maria Bezerra de Menezes, filha de Petronila, eram relacionadas por genealogistas como oriundas da contribuição étnica da família, dos troncos existentes entre velhos povoadores da Bahia, de Pernambuco e de Sergipe especialmente.

    Contudo, as ressalvas eram feitas, admitindo-se que eventualmente fossem estes ancestrais consanguíneos. Levantamentos mais recentes mostram de forma inequívoca, as relações familiares destes avoengos com as mesmas heranças espanholas e portuguesas já referidas para a ancestralidade do Brigadeiro Leandro Bezerra Monteiro.

      No desenvolvimento genealógico desta família, agora é oportuno salientar que, o nono filho do casal Bento Rodrigues Bezerra e Petronila Velho de Menezes, se não teve uma grande importância no povoamento do Cariri, menor não é o significado de sua descendência, especialmente, para Juazeiro do Norte, pois representou o berço do patriarca na extensa Nação Romeira, o reverendíssimo Padre Cícero Romão Baptista. Assim:

1.    João Bezerra de Menezes matrimoniou-se com Maria Gomes, e foram pais de:
2.    Petronila Bezerra de Menezes que casou com o Cap. João Carneiro de Morais, e geraram:
3.    Ana Maria Bezerra de Menezes, que desposou o Cap. Francisco Gomes de Melo, pais de:
4.    José Gomes de Melo, capitão, de cujo enlace com Ana de Farias, tornaram-se pais de:
5.    Vicência Gomes de Melo, que uma vez casada com José Ferreira Castão, foram pais de:
6.    Joaquina Vicência Romana (ou Joaquina Ferreira Castão – Dona Quinô), de cujo casamento com Joaquim Romão Baptista Mirabeau, foram pais de:
7.    Padre Cícero Romão Baptista.

(*) Capítulo do livro “A Família Bezerra de Menezes”.  ABC Editora, 2011.

É isso mesmo 015 - Carlos Vereza, ex-petista.


Lula e o  PT compraram com o nosso dinheiro : políticos, militares, intelectuais, a justiça com nomeações, o povo humilde com o bolsa esmola e formando milicias como MST, PCC, Ongs, sindicatos, traficantes e outros que recebem milhões e milhões de reais para apoiar o PT e as falcatruas do governo Lula.


O que quer Carmen Lúcia com o presidente do TRF-4, na véspera do julgamento de Lula - News Atual.



A assessoria da Presidência do Supremo Tribunal Federal divulgou nesta sexta-feira (12) a ‘estranha’ agenda da ministra Cármen Lúcia para a próxima segunda-feira, 15 de janeiro de 2018, a partir das 10h00.

Sua Excelência mandou convocar o desembargador Thompson Flores, atual presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) – onde Luiz Inácio da Silva, vulgo ‘Lula’ será julgado no próximo dia 24 de janeiro -, para uma reunião cuja pauta foi resumida como ‘assuntos institucionais’.

A confirmação da “estranha” agenda de Cármen Lúcia está disponível no site oficial do STF. 

Sete delatores vão depor a Moro sobre sítio de Atibaia

Imóvel é pivô de mais uma ação penal em que Lula é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Fonte: Estadão, 14-01-2018
Na denúncia de 168 páginas envolvendo o sítio de Atibaia, 39 testemunhas foram arroladas pela força-tarefa; 20 são delatores
(foto: DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADAO CONTEUDO)

   Menos de duas semanas depois de enfrentar julgamento no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o ex-presidente Lula será alvo, novamente, de delatores, desta vez no processo em que é acusado de ser dono do Sítio Santa Bárbara, em Atibaia. Na primeira semana de fevereiro, sete testemunhas de acusação - todos colaboradores - vão depor ao juiz federal Sérgio Moro no caso que envolve supostas propinas da OAS e da Odebrecht.
    
   O imóvel em Atibaia, em nome de Fernando Bittar, filho de Jacó Bittar, ex-prefeito de Campinas pelo PT, é pivô de mais uma ação penal em que Lula é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O Ministério Público Federal sustenta que as reformas bancadas pela Odebrecht e a OAS dissimularam pagamentos de R$ 1 milhão ao ex-presidente.
   
    No dia 5 de fevereiro, os marqueteiros João Santana e Mônica Moura, que confessaram ter recebido pagamentos da Odebrecht no exterior para realizar as campanhas petistas, vão depor.
  
     No mesmo dia, está marcada a audiência do ex-gerente da Área Internacional da Petrobrás, Eduardo Musa, que admitiu direcionar licitação na estatal para o grupo Schahin para sanar dívida de R$ 60 milhões com o partido no caso que envolveu empréstimo fraudulento ao pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente.
    
    Dois dias depois, na quarta-feira, 7 de fevereiro, Milton e Salim Schahin vão prestar depoimentos. Segundo a Lava Jato, do grupo teria saído parte dos recursos para bancar reformas no sítio. O procuradores sustentam que, por meio de 23 repasses, R$ 150 mil oriundos de contratos para a operação da sonda Vitória 10.000 entre Schahin e Petrobrás foram destinados ao acabamento do Santa Bárbara, 'adequando-o às necessidades da família do ex-presidente'. Os valores teriam sido operacionalizados por Bumlai.
    
    Para o mesmo dia, ainda estão marcadas audiências com o engenheiro Marcos de Almeida Horta Barbosa, que é aderente ao acordo de leniência da Odebrecht com o Ministério Público Federal e o ex-presidente da Braskem Carlos Alberto Fadigas, um dos 77 delatores da empreiteira.
   
    O ex-deputado Pedro Corrêa, condenado no Mensalão e na Lava Jato também é um dos delatores que falarão de Lula em fevereiro. No dia 22, está marcada a audiência do ex-parlamentar do Partido Progressista. Em seu acordo, homologado em 2017, Corrêa relatou interferência do ex-presidente Lula junto ao ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa por pagamentos ao partido e que o petista tinha conhecimento de esquemas de corrupção na estatal.
   
    Na denúncia de 168 páginas envolvendo o sítio de Atibaia, 39 testemunhas foram arroladas pela força-tarefa; 20 são delatores. Com Pedro Corrêa, que teve o termo homologado meses depois da denúncia, passam a ser 21 os delatores que falarão nesta ação penal.
    A reportagem entrou em contato com a defesa. O espaço está aberto para manifestação.

Saiba em 10 segundos por que o Rio Grande do Norte quebrou - Por Augusto Nunes.


Róbinson Faria anunciou há quatro anos o plano que havia planejado para levar o Rio Grande do Norte à falência.

Em 2014, para oficializar seu apoio ao candidato do PSD ao governo do Rio Grande do Norte, Lula gravou um vídeo em que cobre de elogios o companheiro Róbinson Faria. O fecho de ouro, reproduzido acima, explica em 10 segundos por que o aliado do ex-presidente conseguiu levar o Estado à falência em apenas quatro anos.

Lula pergunta : Qual é o programa de governo que você está propondo para o povo do Rio Grande do Norte?

Robson Farias responde : Inspirado no senhor,  inspirado na sua história, na vida........

Não podia dar noutra resultante.

Clique no link abaixo.

https://www.youtube.com/watch?time_continue=2&v=vF59j67V6yI

sábado, 13 de janeiro de 2018

Após saber de ameaças a juízes do TRF, Marcelo Bretas se revolta e contra-ataca - News Atual.

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Carlos Eduardo Thompson Flores, recebeu a visita de membros do PT, nesta sexta-feira (12). O assunto, conforme as informações, era sobre a segurança para o dia 24 de janeiro, julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Thompson Flores relatou que estava preocupado com ameaças de conflito no dia do julgamento e revelou que os desembargadores estão recebendo inúmeras ameaças para que fiquem pressionados durante a votação. O juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato do Rio de Janeiro, decidiu comentar e avisou aos ameaçadores que a Justiça jamais será acuada e sim deve ser temida.

Segundo o presidente do TRF-4, as famílias dos juízes tiveram que se retirar do Rio Grande do Sul para terem mais segurança. Ele citou também uma pessoa do Mato Grosso do Sul que avisou que o tribunal sofreria um ataque no prédio.

Os petistas disseram que não estão orientando os seus militantes a nenhuma ação desse tipo. José Dirceu e Gleisi Hoffmann parece que não estão por dentro disso e já incitaram o ódio em seus discursos. O ex-ministro chegou a dizer que o dia 24 de janeiro seria o “dia da revolta” e a senadora e presidente do PT falou que Lula estará sim como candidato nas próximas eleições e ninguém tiraria isso dele.

É isso mesmo 014 - Carlos Heitor Cony.


Recado para o Lula. 

“Não lhe adianta acusar as elites, o imperialismo e os golpes que alega estar sofrendo. Na sua primeira investida rumo ao poder, era um líder respeitável e pobre. Levado pelo seu primeiro secretário de imprensa, o elegante Ricardo Kotscho, cheguei a comprar uma camisa do PT para ajudar a sua eleição.

 Apesar da minha modesta contribuição, ele não se elegeu (votei em Brizola) e deixou de vender camisas, inaugurando uma corrupção que não soube parar e que agora o atinge pessoalmente. 

A pobre e solitária camisa, que lhe comprei e nunca vesti, não pode concorrer com o mensalão, o petrolão e a Lava Jato.”


Praça da Sé, local de sumiço de monumentos públicos (por Armando Lopes Rafael)

   Uma coisa que poucos sabem: somente de registros recentes (ou seja, de 120 anos para cá), a Praça da Sé (antigamente denominada de Quadro da Matriz) recebeu quatro monumentos públicos. Todos desapareceram, melhor dizendo foram destruídos por Prefeitos da Mui Nobre e Heráldica Cidade de Frei Carlos. Parece piada? Não é.

   Rememoremos os sumiços. O primeiro, está registrado no livro “O Cariri”, de Irineu Pinheiro à página 265. A conferir.
   “No começo deste século (no caso o século XX com início em 1900) um pedreiro paraibano, conhecido como Mestre Santos, homem mui hábil em seu ofício, achou que, também, era escultor. Erigiu na Praça da Matriz, perto da cadeia pública (hoje o Museu Histórico de Crato fechado há sete anos) um busto feito de cal e tijolo, de Pero Coelho de Sousa, protomártir do drama da conquista do Ceará.
   Inauguraram-lhe o busto, entre festas, apuseram-lhe uma erudita inscrição latina. Mas, pouco tempo depois, numa noite de tempestade, um raio iconoclasta, raivosamente, destruiu para sempre a obra de Mestre Santos”.
***   ***   ***
    O segundo que foi literalmente destruído (a picareta) foi o monumento à Mãe Cratense, erguido em 1953, na primeira reforma da Praça da Sé, em 1964.

     No lugar da Mãe Cratense erigiram uma fonte luminosa, redonda, feia, coberta por pastilhas de cerâmica que o povo apelidou de “pequisão”. 
 Monumento à Mãe Cratense
início dos anos 60 do século XX
    O "pequisão" foi destruído na segunda reforma daquele logradouro,  feita  pelo prefeito Zé Adega, que, no local do pequisão, construiu um coreto, cercado de águas. Pois esse coreto foi também destruído na terceira reforma, a feita pelo Governador Cid Gomes, em 2010.

    Moral da Opereta bufa: quatro monumentos foram destruídos na velha Praça da Sé. O primeiro por uma chuva, os três restantes pela ação de três prefeitos que passaram pelo poder municipal cratense.

    PS -  Há cerca de dois anos, o então Prefeito Ronaldo Gomes de Matos -- "O Fenômeno" --colocou uma anã, rente ao chão, dizendo que era um monumento à Dona Bárbara de Alencar. Uma coisa horrível e que depões contra os foros da estética no entorno da praça. O monumento à heroína, para piorar, tem uma placa simbolizando a Confederação do Equador, movimento do qual Dona Bárbara não participou. Ela é festejada por sua participação na Revolução Pernambucana de 1817.
       Ainda não apareceu um Prefeito corajoso para mandar retirar aquele mostrengo, verdadeira  humilhação à Matriarca dos Alencar.
         Só no Crato mesmo!
  

Fundador do Ceará pode entrar para Livro dos Heróis da Pátria

Está agora em análise no Plenário do Senado Federal a matéria aprovada pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) que inscreve o nome de Martim Soares Moreno no Livro dos Heróis da Pátria. O nome do fundador do Ceará foi cotado por suas conquistas e empenho na defesa dos interesses da coroa luso-portuguesa na época do Brasil Colônia, sendo considerado atualmente o fundador do estado do Ceará.

A proposta é tida pelos parlamentares como um reconhecimento do papel desempenhado por Martim na defesa das terras brasileiras, como na resistência contra a invasão dos franceses no Maranhão e invasão holandesa em Recife e Olinda. O português, nascido por volta de 1586 na cidade de Santiago do Cacém, em Portugal, veio para o Brasil como militar e fundou, na margem direita da foz do Rio Ceará, o Fortim de São Sebastião e uma pequena igreja dedicada à Nossa Senhora do Amparo. 

O capitão-mor foi ainda representado no romance histórico de José de Alencar, no qual sua relação estreita com os índios é explicada pelo romance com a índia Iracema, virgem dos lábios de mel.
Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria

Guardado no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, na Praça dos Três Poderes, em Brasília, o Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria soma homenagens a personalidades que contribuíram para a formação, progresso e desenvolvimento do Brasil. Entre os homenageados, o título de herói nacional já foi dado a Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, mártir da Inconfidência Mineira, e Zumbi dos Palmares, símbolo da luta contra a escravidão no Brasil.
Fonte: Agência Brasil

É isso mesmo 013 - Por Tim maia.


Este país não pode dar certo. Aqui prostituta se apaixona, cafetão tem ciúme, traficante se vicia, pobre é de direita e bandido faz a lei e nomeia os juízes para nos tribunais superiores interpretarem.


Nojo - Por Antônio Morais.


Política não é só a arte de engolir sapos. Já defini a política como a arte de pedir recursos aos ricos,  pedir votos aos pobres e mentir para ambos".

Antônio Ermírio de Morais.

Como um observador exímio da atividade politica me falta compreensão e entendimento para o fato de pessoas independentes economicamente, que não precisam nem pretendem ser politico, que não tem a vaidade de ser amigo de políticos contribuírem financeiramente com a atividade.

Durante a campanha é convite pra tudo, para planejamento e estratégia da campanha, para carreatas, caminhadas e especialmente chamados a contribuir com recursos financeiros.

Passado a eleição a coisa muda, não tem mais convite pras solenidades sejam de posse ou quaisquer outras, porque a mundiça toma conta da carniça. 

Sabe-se que como o lixo atrai as moscas o puder atrai os bajuladores, e, o politico adora estes, é louco por uma bajulação. 

Como escrevi sou apenas um observador da historia, com licença da palavra : Politica.  

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

028 - Preciosidades antigas de Várzea-Alegre - Por Antônio Morais.


Serra Negra - Vista do Sitio Sanharol - Várzea-Alegre.

Que tempos? Que costumes?

Todo matuto tem horror aos que em razão do oficio, são severos na aplicação das leis. Conta-se que um dos muitos fiscais do consumo que vive a percorrer a terra e que, de posse de um mandato de segurança e um ordenado fabuloso, foi esbarrar em Várzea-Alegre. Um conterrâneo não podia transportar um saquinho de arroz num jumento que era taxado de contrabandista e intimado a recolher o imposto.

A derramar o terror pelo sertão, andava também o rei do cangaço, o famigerado Lampião, o qual havia se hospedado em Juazeiro do Norte com honras de capitão da legalidade. Que tempos, que costumes.

O nosso matuto, fazendo uma negociação clandestina, enforcava na alpendrada de sua casa, uma garrafa que, vista de certa distancia, era um chamariz para os compradores da teimosa. Pois bem, atraído a um destes recantos da fraude e da sonegação do imposto, é que foi até ali um senhor desconhecido. Quem era? Pelos modos, o homem era grande, porque se apresentava altivo, arrogante e de sobrolho carregado. Trazia um bonito chapéu, lenço perfumado, e vários anéis nos dedos.

Chega. E como galã de cinema se apeia. E com esses ares de grão-senhor vai logo entrando de bodega adentro. Não diz bom dia. Não dá confiança a ninguém. No interior da casa, porque se deparasse com duas garrafas de qualquer droga, as quais descansavam em cima de um balcão feito com vigor de pau d'arco, indaga com voz de autoridade: O senhor tem aguardente? Tenho Nhor sim, responde com voz soturna o pobre homem.

Ah! Ao falar em corda na casa de enforcado, um estranho frio invade a alma do bodegueiro. Todo o seu ser tremeu como se lhe tremesse a própria terra. E desmaiado, voz difícil, começa a defender-se: Meu amigo, tenha pena dos meus filhinhos, Isso aqui que o Senhor está vendo não é bodega, eu só tenho, acredite, essas duas garrafas e esta cestinha de cigarros, porque a roça que botei na quebrada da Serra Negra a lagarta comeu. Não me multe, Senhor Fiscal.

O interlocutor estranho que já estava de boca aberta em sinal de grande pasmo desata uma bruta gargalhada. Depois, olhando o suplicante sem lhe desfitar os olhos, lhe diz: Quem o Senhor pensa que eu sou? Não rapaz, eu não sou fiscal. Eu sou Lampião.

Lampião!? O homem ri fazendo uma ligeira contração nos músculos faciais. E voltando a vida, faz camaradagem com Lampião com quem conversa animadamente, graceja, bebe e fuma cigarro sem selo.

É isso mesmo 012 - Por Ariano Suassuna.



Votei no Lula e na Dilma.... não votaria mais, tive que ceder aos fatos de que o PT que eles representam  está apodrecido.... eles hoje representam o que de pior já existiu na nossa politica. 

Temer suspendeu demissão de apadrinhado de Rosemary Noronha - NBO.

Envolvido na Operação Porto Seguro, o procurador Rubens Carlos Vieira foi exonerado do serviço público em junho do ano passado – após responder a processo disciplinar aberto em 2013.

O site Antagonista descobriu, porém, que ele não aceitou a decisão e recorreu ao presidente Michel Temer, que, tomado pelo clima das festas de fim de ano, acatou recurso e suspendeu a demissão.

Como se não bastasse, Rubens Vieira quer retomar suas funções na Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

Irmão de Paulo Vieira, líder do esquema de venda de pareceres, Rubens teve uma carreira meteórica no governo Lula, ocupando os cargos de corregedor e diretor de infraestrutura da ANAC. Chegou a ser indicado para a presidência da agência – sempre pelas mãos de Rosemary Noronha.

A sensação assustadora é de que ainda estamos no governo Lula.


É isso mesmo 011 - Por Antônio Morais.



Outubro de 2018 é o momento único e a hora adequada de descoisar as coisas que os políticos corruptos e safados coisaram.

As eleições deste ano dirão mais sobre os eleitores do que sobre os eleitos. Dos eleitos já sabemos tudo, abra bem os olhos, a culpa termina sendo sua.  A pior deficiência é a moral, pois não existe prótese para caráter amputado. 

O Brasil não suportará mais quatro anos com a velha guarda da corrupção no poder protegida pelo STF.

PASSANDO A ESCRITURA - POR MUNDIM DO VALE.



Foto - Boris, Lula Bernardino e Chico de Amadeu em São Bernardo do Campo.

Lula Bernardino, resolveu ir para São Bernardo do Campo, onde já estava sua irmã Alaíde. Ele possuía uma casa no centro da cidade de Várzea-Alegre, Mas, por segurança, não queria vender, que era para no caso de se não gostasse, ter para onde voltar. 

Ofereceu a casa ao seu parente Abidom, para que ele ficasse morando sem pagar aluguel. Lula Bernardino viajou, Abidom ocupou a casa como moradia e comercio, fazia tamancos e botava meia sola em calçados. Depois de seis anos, Lula Bernardino já acostumado em São Bernardo, resolveu vir a Várzea-Alegre para passear e vender a casa. 

Aproveitou a festa do padroeiro São Raimundo Nonato, e, veio com o filho caçula de 7 anos. Chegando na cidade visitou amigos e parentes. Tomou umas cachaças, depois foi tirar a barba com Vicente Cesário. Enquanto tirava a barba mandou um portador chamar Abidom para vir falar com ele.

Quando Abidom chegou ele deu a mão, cumprimentou e falou: Abidom, é o seguinte: como eu não tenho mais planos de voltar para Várzea-Alegre, resolvi vender a casa, mas, eu tenho outra casinha no Alto da Prefeitura, e se você quiser pode ficar lá nas mesmas condições.

Abidom piscou os olhos, mordeu a língua e respondeu: não senhor! Eu já fiz meu ponto lá e não vou sair de jeito nenhum. E tem mais, quem gosta do Alto da Prefeitura é quenga e morcego.

Mas Abidom, a casa é minha, eu já tenho um comprador, fiz essa viagem só para isso. Não posso voltar sem fazer o negocio. Apois venda a do Alto da Prefeitura, porque aquela já é minha. Abidom a casa não é sua, eu tenho os documentos e não vai ser você que vai impedir de ser feito a venda.

Vender? 

Cuma? Você tá ficando doido? Pode ir "precurar seus dereitos"! Com essa proposta de Abidom, Lula Bernardino ficou mais irritado ainda, aí o tempo fechou. Lula Bernardino deu um murro tão condenado que o inquilino caiu três vezes sem se equilibrar em pé.

O garoto que brincava na calçada, vendo a fúria do pai, correu chorando e gritando: papai, papai, papai!

Vicente Cesário pegou o garoto nos braços e disse: Calma meu filho! Não é nada não. É apenas o teu pai passando a escritura da casa para Abidom.

É isso mesmo 010 - Senador Ronaldo Caiado.



Lula tem postura de bandido. E bandido frouxo! Igual à época que instigava metalúrgicos a protestar e ia dormir na sala do delegado Tuma.

Não podemos viver refém dessa cultura comum na América Latina dos velhos mitos e fantasmas da politica. 

Peron, Lula, Chaves.

Quando se criam esses mitos se perde a racionalidade do debate.

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Idoso - Postagem do Antônio Morais.


Idoso é quem tem o privilégio de viver uma vida longa, velho é quem perdeu a jovialidade. Você é idoso quando sonha, você é velho quando apenas dorme. Você é idoso quando ainda aprende, você é velho quando já nem ensina. Você é idoso quando tem planos, você é velho quando só tem saudade. Para o idoso a vida se renova a cada dia que começa, para o velho a vida acaba a cada noite que termina.

Que você, quando idoso, viva uma vida longa, mas, que nunca fique velho.

Autor desconhecido.

É isso mesmo 009, Leonel Brizola tinha razão - Por Antônio Morais.


Leonel de Moura Brizola disse que o Lula era capaz de pisar no pescoço da mãe pelo puder, pois o Lula fazia parte do esquema. Deu provas quando assumiu a liderança  do esquema  do Sarney, Renan, Jucá, Barbalho, Collor de Melo, Maluf e a cambada de marginais toda.

Tirei minhas dúvidas quando o Lula apresentou-se com um câncer e mandou a esposa Marisa Letícia convidar a imprensa nacional e estrangeira, colocar um lençol sobre os ombros e de posse de uma navalha lhe raspar a cabeça. 

Todo brasileiro, inclusive o nordestino do mais longínquo rincão, sabe que aquele ato era desnecessário, com a primeira aplicação de quimioterapia o cabelo caía. 

Depois para livrar a própria pele, toda acusação de seus crimes que não encontra defesa para o indefensável põe a culpa na finada. Como dizia Odorico Paraguassu : é deverasmente um grande mal caráter.

Sérgio Moro percebe cumplicidade de delator com Lula e decide fechar o cerco.

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações da Operação Lava Jato em primeira instância no Paraná, sabe que o patriarca da construtora Odebrecht, Emílio Odebrecht, possui uma relação extrema com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Porém, Emílio tem fugido de dar informações relevantes.

Nas próximas semanas, ele voltará a ser ouvido e Moro deve apertá-lo para que forneça detalhes poderosos da intimidade entre os dois. No dia 3 de agosto do ano passado, a procuradora da República Isabel Cristina Croba Vieira anexou ao processo de Lula, onde ele é acusado de receber R$ 12 milhões de propina da Odebrecht, um encontro entre o petista e o patriarca da empresa.

Conforme as informações, os documentos que ficaram nas mãos do Ministério Público Federal (MPF) mostram um tipo de pacto de sangue entre Lula e Emílio. A reunião entre eles aconteceu bem no finalzinho do segundo mandato de Lula e foram apresentadas propostas irregulares cabulosas que exterminavam os cofres públicos. Nesses documentos estavam vários beneficiamentos para o petista, como o terreno para o Instituto Lula, um sítio em Atibaia (SP) e R$ 300 milhões que ficariam à disposição do líder do PT para ele fazer o que quiser com o dinheiro.

Confirmação de Palocci.
Antonio Palocci, ex-ministro de Lula e no momento um pesadelo para o petista, foi questionado em um depoimento sobre esse encontro e confirmou tudo.

Lula disse que Palocci havia mentido e mesmo confirmando a conversa com Emílio, comentou que não teve nenhuma discussão ilícita.

Para tentar se explicar, o ex-presidente comentou que Emílio o procurou apenas para poder marcar um dia e conversar com a presidente cassada Dilma Rousseff sobre o governo dela, que começaria o primeiro mandato.

No depoimento frente a Moro, Lula se irritou com as perguntas sobre isso e disse que jamais Emílio repassou qualquer propina para o PT.

Provas.
Lula sabe que viverá terror nos próximos dias. Primeiro, ele terá que enfrentar a decisão do Tribunal Regional Federal da 4° Região (TRF-4) sobre os seus recursos. O petista pode ser preso, ficar inelegível ou criar alguma esperança de entrar com novos recursos contra a condenação proferida por Moro.

Após passar o dia 24 janeiro, o magistrado paranaense ainda pode condenar o petista mais duas vezes. Uma pelo prédio do Instituto Lula, que supostamente foi comprada com dinheiro de propina e outra pelo sítio de Atibaia. O sítio teria sido reformado com dinheiro irregular da Odebrecht e da Construtora OAS. Para complicar de vez a situação do líder do PT, a delação de Antonio Palocci pode ser assinada.

Clínica São Raimundo - Cuidando da Saúde de Várzea-Alegre !


O Blog do Crato ( E agora o Blog do Antônio Morais) tem o prazer de fazer a publicidade da Clínica São Raimundo, da cidade de Várzea Alegre - CE, que acredita no nosso trabalho como meio de buscar a integração regional. A Clínica São Raimundo é uma empresa conceituada. Comandada pelos renomados médico Dr. Menezes Filho e Fisioterapeuta Dra. Ana Micaely de Morais Meneses. Especializada em pediatria, ultrassonografia, fisioterapia geral e especializada ( RPG , neurológica e  uroginecológica) .

Eis algumas fotos da nossa empresa/parceira que fazemos questão de divulgar:

Acima: A Logomarca oficial da Clínica São Raimundo, em Várzea Alegre.



Acima: O Médico, Dr. Menezes Filho em atividade.



Acima: Dra. Ana Micaely de Morais Menezes



Cuidando de seus pacientes com carinho e dedicação...




Clinica São Raimundo.
Rua Dep. Luis Otacilio Correia 129 Centro Várzea-Alegre Ce. Fone (088) 3541-1467.
Especialidade em Pediatria , ultrassonografia , fisioterapia geral e especializada( RPG , neurológica e uroginecológica).

"Cuidando com carinho da saúde do povo de Várzea Alegre !"

Anuncie no Blog do Crato.
Contatos:
blogdocrato@hotmail.com
Tel: 088-3523-2272

DEPÓSITO MENEZES - Várzea-Alegre - Ceará.


Depósito Menezes. Rua Duque de Caxias número 68 - Várzea-Alegre - Ceará. Telefone (88)35412749. Organização Dr. Eldinho e Marilena.

Pronto para lhe atender bem.


Produtos em geral.


Compromisso e respeito com o cliente. Qualidade e garantia.



Facilidade na sua compra.



Venham conhecer e comprovem.