Páginas


"Ultrapassa-te a ti mesmo a cada dia, a cada instante. Não por vaidade, mas para corresponderes à obrigação sagrada de contribuir sempre mais e sempre melhor, para a construção do Mundo. Mais importante que escutar as palavras é adivinhar as angústias, sondar o mistério, escutar o silêncio. Feliz de quem entende que é preciso mudar muito para ser sempre o mesmo".

Dom Helder Câmara


quarta-feira, 9 de agosto de 2017

EU SOU É DO CARIRI - Por Wilton Bezerra.



Já dei uns pinotes fora do Brasil.

Fui a trabalho para duas Copas do Mundo.

Em 1986 no México e em 1990 na Itália.

Transitar por lugares e esbarrar em celebridades como Pelé, Eusébio, Mazzola e outros foi uma experiência e tanto.

Vi muita coisa bonita.

E feia também.

Não gostei da comida em canto nenhum.

Sonhava comendo galinha caipira e carne de bode com macaxeira, não vou negar.

Descobri ligeiro que gosto mesmo é daqui.

Minha viagem preferida é em direção ao Cariri.

É o efeito do telurismo em toda sua plenitude.

Não quero abafar o turismo de ninguém.

Se me servirem baião de dois com pequi todo dia, boto prá dentro.

Não consigo me enxergar em outro lugar.

Gosto de Fortaleza mas adoro o Cariri.

Nasci em Cedro, bem pertinho de lá.

3 comentários:

  1. Meu Caro Wilton - Receba o meu abraço em forma de verso :

    Basta-me a aparição, na tarde que se encerra.
    De uma casa a alvejar num côncavo de serra.
    Ou o simples flabelar de um leque de palmeira.

    Um prato de baião de dois com queijo e piqui.
    Uma pinga da boa que eu não encontra aqui.
    E um bando de amigos conversando besteira.

    São as coisas boas e gostosas do meu cariri.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bonito, Morais. Corrigir. Itália 1990 e não Itália 1980. Um abraço e obrigado.

      Excluir